You are currently browsing the tag archive for the ‘silenciar’ tag.

“Não atribuir às coisas mais significado do que elas assumem por conta própria; não ver o sofrimento de fora, não medí-lo e chamá-lo grande: o ‘grande sofrimento’… Pois você não sabe se seu coração não cresceu com ele, se essa imensa fadiga não é o crescimento do coração. Paciência, paciência, e não julgar no sofrimento, jamais julgar enquanto ele estiver sobre nós. Não temos uma medida para ele, fazemos comparações e exageramos.”

(Rainer Maria Rilke)

O dia acorda quente e azul, se faz escaldante e depois chora chuvas assustadoras. O corpo tenta acompanhar o movimento, mas os passos se esbarram… E assim a temperatura derruba a intenção de dançar, nasce febre… A garganta arranha, estranha o som… As cordas incham e não podem cantar as palavras… O peito diminui, chia, cansa e não aspira o descanso…

Fazer silêncio, dançar bem lentamente, fechar os poros e tomar remédios fortes, tudo isso enquanto o sol vem, a chuva vai, o vento canta e a noite demora.

Arquivo

Flickr Photos