borboleta

“um passo à frente e você já não está mais no mesmo lugar”

(Chico Science)

A chuva amanheceu cantando nas folhas e me acompanhou pelo dia. Fez-me companhia e umedeceu os pés que teimavam dançar no chão molhado. O céu alvo, não limitava um horizonte e as cores residiam francas e calmas. As gotas caíram leves, brincaram de dar sustos nos calçados tímidos e nas calças indiferentes.

A chuva anoiteceu ninando meu desejo de se fazer noite. O escuro iluminava forte, a alma inquieta e pesada desejou se fazer água. Então, dançar no ar, até subir bem alto! E cair, brincando e enfeitando noites de meninas dançadeiras.

“pode estar escrito em algum lugar, ou a gente escreve ao caminhar”

(Bruna Lombardi)

p.s. obrigada pelo lugar!

Anúncios